Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diario de um urso

Porque o dia não começa sem um café(forte) e uma boa leitura. Espaço onde irei partilhar um pouco deste meu "novo"eu.

Diario de um urso

Porque o dia não começa sem um café(forte) e uma boa leitura. Espaço onde irei partilhar um pouco deste meu "novo"eu.

Reflexão

Sei que o que vou escrever é controverso, talvez até chocante para muitos de vós queridos bloggers que me seguem. 

Mas porque tememos tanto a morte? Não será ela que faz com que vida tenha o valor que lhe atribuímos? Se fossemos eternos daríamos tanto valor há vida?

É será assim tão estranho e pecaminoso desejar que a vida termine? Afinal nunca pedimos para nascer nunca pedimos para vir só mundo, e se pura e simplesmente não for do nosso agrádo?

Viver dá trabalho custa doi, é um trabalho para o qual fomos chamados sem que nos tenham pedido opinião e se é respeitável e louvável quem queira continuar essa odisseia, concidero igualmente respeitável quem pura e simplesmente diga "obrigado mas não quero" 

Eu sei! A vida é bela e essas "tretas" e existe uma coisa chamada instinto de sobrevivência que é tramada. 

Mas esse instinto é alimentado pelo medo do desconhecido que o ser humano tem. Já pensaram nisto? 

Temos medo de morrer porque? Porque a vida é cheia de unicornios cor de rosas rebuçados doces e arco-íris? Não  Porque pura e simplesmente temos medo do desconhecido, tememos o que está do outro lado, somos adversos há ideia de fim associamos ao fim algo de negativo nubloso desconhecido porque nunca sabemos o que vem depois. 

Mas é se o que estiver do outro lado for melhor do que o que está deste? 

 

 Eu como sou incomum, diferente(do contra vá) não temo a morte temo muito mais a vida é o sofrimento que ela me causa 

 

 

 

36 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

este blog participa

mini.JPG

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D